Follow by Email

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Angústia



(Imagem: Anxiety; Edvard Munch)



No ventre fecundo
De idéias alheias
Que engloba vidas,
Diferencia sonhos,
Sublima o encontro
Do eu no outro,
Em cada olhar
Que me atravessa...
Estou no que grita,
Que canta em noite fria,
No que se cala com o dia,
Ou à morte aos poucos
se entrega.


26 de Fevereiro de 2010.

Um comentário:

  1. Ficou ótimo, e combina com o meu tb. Acesse: http://ebrancaglioni.blogspot.com/2011/04/o-grito-ansiedade-o-desespero-o.html

    Abraços!!

    ResponderExcluir